top of page

Pandemia, uma reflexão sobre medo, luto e saudade.

Quem diria que as coisas estariam assim?

Meses atrás, se fossemos avisados por um viajante do tempo sobre o que vivemos hoje nós certamente o chamaria de louco. Mas a realidade nos faz enxergar como é fácil de acontecer coisas absolutamente improváveis.

O isolamento, o excesso de informações por vezes desencontradas ou falsas, as disputas políticas, a pandemia. Tudo isso pode nos deixar cansados.

Neste momento de crise, alguns não levam nada a sério, alguns fazem festas e outros permanecem trabalhando por necessidade, enquanto outros ficam em casa. Porém momentos de crise também nos permite refletir.

Essa reflexão pode começar de forma simples com memorias de outros tempos, a saudade do sol esquentando o rosto, as lembranças do mar e do som dos pássaros num dia quente, assim aos poucos podemos entrar em contato com nós mesmos e meditar.

Se olharmos com atenção percebemos o quanto somos pequenos, vivemos todos os dias como se fossemos imortais e para muitos pensar no fim da caminhada pode ser um fado pesado de mais. Mas será que precisa ser assim? Algo tão tenso e triste?

Para mim, pensar sobre estas coisas me faz perceber que não temos controle sobre tudo, temos autoridade apenas sobre nossas ações e expectativas. Por isso, talvez seja importante aprender a conviver consigo mesmo. Afinal, algo só me afeta o quanto eu permito.

O filosofo Estoico Epiteto já dizia:

“Querias ser livre. Para essa liberdade, só há um caminho: o desprezo das coisas que não dependem de nós.”

Em outra máxima dizia: “Se devo morrer, morrerei quando chegar a hora. Como, ao que me parece, ainda não é a hora, vou comer porque estou com fome. ”

Lembrar de minhas viagens me fez perceber que os momentos que mais aprecio é o caminho de ida, explorar os pontos turísticos e gravar na memória cada detalhe, ouvir cada história e em dias comuns e lembrar em silencio quem fui capaz de ajudar.

Pois no fim; “Não há que ter medo da pobreza nem do desterro, nem do cárcere, nem da morte. Do que há que ter medo é do próprio medo. ”

(Epiteto)


Destaque
 Posts Recentes
Aquivo
Procure por Tags
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

value. quality care. convenience.

bottom of page